Home Esportes Histórias de fundo das Olimpíadas de Paris com Kishore Jena

Histórias de fundo das Olimpíadas de Paris com Kishore Jena

Histórias de fundo das Olimpíadas de Paris com Kishore Jena

Nas Olimpíadas de Paris 2024, a Índia pode acabar produzindo duas medalhas no lançamento de dardo — uma de Neeraj Chopra e outra de Kishore Jena.

Javelin has become synonymous with Neeraj Chopra in the last three years, and rightly so. The man has won every prize there is; right from the Olympics gold, to World Championships gold, to Diamond League Finals, to the Asian Games, and the Commonwealth Games. So it goes without saying, that it would be difficult for any other athlete in the same sport, to be as good as Neeraj. But as it turns out, Kishore Jena has not only managed to make a mark for himself, has qualified for the Olympics 2024 along with Neeraj, and is an underdog to get a medal for the country.

All You Need to Know About Kishore Jena

Till about a year ago, Jena was a relatively unknown commodity in the world of javelin, even in India. But now, he is ranked seventh in the world, and has a PB of 87.54m, that he set in Asian Games 2023, where he claimed the silver medal. But the road until his rise, had been challenging to say the least.

Nascido de fazendeiros de arroz no distrito de Puri, em Odisha, é justo dizer que ele não foi criado no ambiente mais propício para criar campeões. Com recursos escassos, os pais tiveram o desafio de criar sete filhos. Para sustentar sua família financeiramente, Jena sonhava em se juntar ao Exército Indiano.

Quando criança, seu primeiro esporte de preferência não foi o dardo também — na verdade, foi o vôlei. Mas foi devido à sua altura que ficou difícil para ele continuar. Finalmente, ele foi apresentado ao dardo pelo treinador Laxman Baral. Seu primeiro dardo custou apenas INR 250, que era feito de bambu.

Carreira posterior de Jena

Para melhorar exponencialmente, ele precisava de um dardo no valor de INR 28.000, e foi mais uma vez um desafio para seus pais providenciarem o mesmo. Seu pai levantou dinheiro de várias associações femininas e finalmente conseguiu o equipamento necessário. Os desafios não pararam por aí, pois em 2022 ele pensou em abandonar o esporte por completo, mas um telefonema de seu pai reanimou sua carreira. Esperançosamente, Kishore Jena pode produzir uma medalha para a Índia.

Escolha do Editor


Fuente