Criança de quatro anos condenada a prisão perpétua

Prisao--300x201 Criança de quatro anos condenada a prisão perpétuaUm tribunal egípcio condenou um rapaz de quatro anos a prisão perpétua por vários crimes, incluindo o de homicídio, avança o Jerusalem Post.

Ahmed Mnsour Karmi enfrentava quatro acusações de homicídio, oito de tentativa de homicídio, uma de vandalização de propriedade privada e outra de ameaça a agentes da autoridade – todos os crimes terão sido cometidos antes de a criança completar dois anos de idade.

Ahmed era uma das 115 pessoas que foram condenadas – todas ao mesmo tempo – a prisão perpétua por crimes cometidos em 2014.

O advogado de Ahmed, Faisal al-Sayd, disse ao Jerusalem Post que o nome da criança foi parar à lista de acusações por engano e que a certidão de nascimento de Ahmed (que prova que o menino nasceu em setembro de 2012) não foi apresentado ao juiz.

“A certidão de nascimento do Ahmed foi apresentado depois das forças de segurança adicionarem o seu nome à lista de acusados, mas depois o caso foi transferido para o tribunal militar e a criança foi condenada sem estar presente na audiência”, afirmou.

“Isto prova que o juiz nem sequer leu o caso”, acrescentou. “A justiça egípcia é irreversível. Não há justiça no Egito. A razão não impera. A lógica suicidou-se há muito tempo. O Egito está louco e é comandado por lunáticos”, afirmou outro advogado.

Fonte: SOL

Leia:  João Lourenço diz que resultados eleitorais "foram bons"
LIVRE & INDEPENDENTE

© Jornal Txopela, 2017
Todos os direitos reservados
Fundado em 2014

REGISTO Nº 01/GABINFO-DEC/2016. © AFRO MEDIA COMPANY
Ir para a barra de ferramentas