“MFW deu oportunidade aos outros modelos para mostrarem o seu valor na passarela”

DDB-Moçambique-e-Parceiros-300x200 "MFW deu oportunidade aos outros modelos para mostrarem o seu valor na passarela"A DDB Moçambique, produtora de maior evento de moda a nível nacional, lançou oficialmente a 13ª edição do Mozambique Fashion Week (MFW), durante uma conferência de imprensa realizada esta sexta-feira, na Cidade de Maputo, que juntou vários parceiros, estilistas e modelos.

Com vista proporcionar um evento cada vez mais dinâmico, na edição deste ano, o MFW inovou vários aspectos, com destaque para introdução da categoria Fashion Aword que inclui as premiações para o melhor Modelo Masculino 2017, Modelo Feminino 2017, Estilista 2017, Fotografia de Moda 2017, Artista Musical com mais Swag 2017, Apresentador com mais Swag 2017 e Novo Talento 2017.

Na ocasião, o Director Geral da DDB Moçambique, Vasco Rocha sublinhou o panorama dos preparativos do MFW. “Todo processo de transmissão do evento será digital, será uma experiência nova, um projecto mais alargado. Teremos estilistas de Portugal, Angola, África do Sul, Japão, Itália e Kenya, portanto, vamos ter vários estilistas como sempre. Ainda continuamos com a ideia de levar os estilistas nacionais para fora do país, por exemplo, para Portugal e Itália”.

Vasco referiu ainda em termos de modelos, para esta edição, o MFW deu oportunidade aos outros modelos para mostrarem o seu valor na passarela. “Muitos jovens querem a oportunidade para realizarem os seus sonhos. Através do MFW criamos um espaço onde os jovens com capacidade criativa possam lutar e conquistar o mercado e atravessar fronteiras”.

A edição deste ano, agendada entre os dias 1 e 10 de Dezembro, conta com aproximadamente 90estilistas.

A DDB Moçambique perspectiva novas acções, nas regiões Centro e Norte do país. Mesmo sem avançar os nomes das províncias, Vasco frisou que o processo de casting nos outros cantos do paísvai permitir a selecção dos candidatos para o evento principal, em Maputo.

Leia:  Governo avança na fusão da MCEL e TDM

Por seu turno, a representante da Vodacom, Cláudia Chirindza, umas das patrocinadoras do evento, destacou o papel da empresa no projecto MFW. “A nossa caminhada, nos últimos anos, teve de altos e baixos, mas no final o resultado foi positivo, razão pela qual ainda continuamos a ser parceiro deste evento. Neste ano, em especial, por termos mudado de imagem estamos comprometidos com o futuro e como forma de fazermos uma ligação com MFW lançamos um desafio para os estilistas aliarem as suas marcas criativas com a marca Vodacom e posteriormente serão premiados. Queremos que os estilistas tragam peças interessantes porque estamos dispostos em investir e darmos oportunidades para o futuro”, explicou Cláudia.

O Vodacom MFW aposta na descoberta de novos talentos, formação e divulgação de trabalhos de designers nacionais e internacionais e iniciativas de responsabilidade social, h’a mais de 10 anos.

LIVRE & INDEPENDENTE

© Jornal Txopela, 2017
Todos os direitos reservados
Fundado em 2014

REGISTO Nº 01/GABINFO-DEC/2016. © AFRO MEDIA COMPANY
Ir para a barra de ferramentas