Governo de Chinde burlado em mais de 8 milhões de meticais

Pedro-Virgula-300x238 Governo de Chinde burlado em mais de 8 milhões de meticaisPedro Vírgula, administrador local reconhece que houve erro na alocação dos fundos ao fornecedor

 

Zito Ossumane

Quelimane (Txopela) — O Governo do Distrito de Chinde foi lesado em cerca de oito milhões de meticais. Trata-se de um valor que era destinado à compra de máquinas agrícolas nomeadamente: dois Tractores, uma pá rebocadora e um cilindro rebocador, máquinas que serviriam para lavrar à terra para o cultivo e para o melhoramento das vias de acesso daquele arquipélago.

Pedro Virgula, Administrador do Distrito de Chinde disse na passada sexta-feira 6 de Outubro que a antiga administração do distrito cometerá um erro muito grave ao alocar fundos a um fornecedor desconhecido. “Admito que o Governo do Distrito de Chinde cometeu erros ao depositar o dinheiro na totalidade na conta de alguém que nem o distrito de Chinde conhece. Ele agora anda fugitivo, ganhou o concurso, recebeu os valores enquanto estava ainda em Maputo. Agora para enviar as máquinas temos que guerrear” – deplorou Virgula.

Falando à jornalistas na cidade de Quelimane, Pedro Virgula afirmou que tentou por diversas vezes contactar o fornecedor das máquinas que se limita apenas a afirmar que fará a entrega dos equipamentos, algo que não passa de uma mera promessa esfarrapada, considerou o dirigente porque segundo suas próprias palavras desde o longínquo ano de 2014 até então nada está a acontecer.

O processo de aquisição de máquinas agrícolas decorreu no ano 2014 onde o Governo do Distrito de Chinde lançou um concurso para compra do referido equipamento e Diogo João na qualidade de vendedor, residente na cidade de Maputo foi o concorrente vencedor, após o envio do pagamento dos valores correspondentes à compra das máquinas pelo distrito, este simplesmente declinou-se a enviar os equipamentos ao distrito lesando-o em cerca de 8 milhões de meticais.

Leia:  Milhões de afectados pela seca vão receber apoio do governo e parceiros

O Governo distrital de Chinde na época era   dirigido por José Almeida Saize que encontra-se neste momento a trabalhar na Direcção Provincial de Educação e Desenvolvimento Humano em Manica coadjuvado pelo seu Secretario Permanente na altura o senhor Tirano Tirano, actualmente a desempenhar as mesmas funções no distrito de Namacurra.

Esgotados todos os mecanismos conducentes a resolução do imbróglio de forma pacífica, o Governo do Distrito de Chinde através do seu administrador Pedro Virgula remeteu o caso a Procuradoria Provincial da Zambézia para os devidos seguimentos judiciais que poderão ajudar a ressarcir os direitos do Governo de Chinde que prende a população daquele distrito costeiro ao sofrimento dado que até então o distrito não dispõe de nenhum tractor, facto que preocupa sobremaneira a governação de Virgula em virtude de tratar-se de um distrito pantanoso onde grosso número da população dedica-se à agricultura.

 

LIVRE & INDEPENDENTE

© Jornal Txopela, 2017
Todos os direitos reservados
Fundado em 2014

REGISTO Nº 01/GABINFO-DEC/2016. © AFRO MEDIA COMPANY
Ir para a barra de ferramentas